domingo, 26 de fevereiro de 2012

Mudança

A Idade e a mudança
Lya Luft
"Mês passado participei de um evento sobre as mulheres no mundo contemporâneo.

Era um bate-papo com uma platéia composta de umas 250 mulheres de todas as raças, credos e idades.
E por falar em idade, lá pelas tantas, fui questionada sobre a minha e, como não me envergonho dela, respondi.

Foi um momento inesquecível... A platéia inteira fez um 'oooohh' de descrédito.

Aí fiquei pensando: 'pô, estou neste auditório
há quase uma hora exibindo minha inteligência,
e a única coisa que provocou uma reação calorosa da mulherada foi o fato de eu não aparentar a idade que tenho?
Onde é que nós estamos?'

Onde, não sei, mas estamos correndo atrás de algo caquético chamado 'juventude eterna'.
Estão todos em busca da reversão do tempo.

Acho ótimo, porque decrepitude também não é meu sonho de consumo, mas cirurgias estéticas não dão conta desse assunto sozinhas.

Há um outro truque que faz com que continuemos a ser chamadas de senhoritas, mesmo em idade avançada.
A fonte da juventude chama-se 'mudança'.

De fato, quem é escravo da repetição está condenado
a virar cadáver antes da hora.

A única maneira de ser idoso sem envelhecer
é não se opor a novos comportamentos, é ter disposição para guinadas.

Eu pretendo morrer jovem aos 120 anos.

Mudança, o que vem a ser tal coisa?

Minha mãe recentemente mudou do apartamento enorme
em que morou a vida toda para um bem menorzinho.

Teve que vender e doar mais da metade dos móveis e tranqueiras, que havia guardado e, mesmo tendo feito isso com certa dor, ao conquistar uma vida mais compacta e simplificada, rejuvenesceu.

Uma amiga casada há 38 anos cansou das galinhagens
do marido e o mandou passear, sem temer ficar sozinha aos 65 anos.

Rejuvenesceu.

Uma outra cansou da pauleira urBana e trocou
um baita emprego por um não tão bom,
só que em Florianópolis,
onde ela vai à praia sempre que tem sol.

Rejuvenesceu.

Toda mudança cobra um alto preço emocional.

Antes de se tomar uma decisão difícil, e durante a tomada,
chora-se muito, os questionamentos são inúmeros,
a vida se desestabiliza.

Mas então chega o depois, a coisa feita,
e aí a recompensa fica escancarada na face.

Mudanças fazem milagres por nossos olhos,
e é no olhar que se percebe a tal juventude eterna.
Um olhar opaco pode ser puxado e repuxado por um cirurgião a ponto de as rugas sumirem,
só que continuará opaco porque não existe plástica que resgate seu brilho.

Quem dá brilho ao olhar é a vida que a gente optou por levar.

Olhe-se no espelho...

A Idade e a mudança
Lya Luft
"Mês passado participei de um evento sobre as mulheres no mundo contemporâneo.

Era um bate-papo com uma platéia composta de umas 250 mulheres de todas as raças, credos e idades.
E por falar em idade, lá pelas tantas, fui questionada sobre a minha e, como não me envergonho dela, respondi.

Foi um momento inesquecível... A platéia inteira fez um 'oooohh' de descrédito.

Aí fiquei pensando: 'pô, estou neste auditório
há quase uma hora exibindo minha inteligência,
e a única coisa que provocou uma reação calorosa da mulherada foi o fato de eu não aparentar a idade que tenho?
Onde é que nós estamos?'

Onde, não sei, mas estamos correndo atrás de algo caquético chamado 'juventude eterna'.
Estão todos em busca da reversão do tempo.

Acho ótimo, porque decrepitude também não é meu sonho de consumo, mas cirurgias estéticas não dão conta desse assunto sozinhas.

Há um outro truque que faz com que continuemos a ser chamadas de senhoritas, mesmo em idade avançada.
A fonte da juventude chama-se 'mudança'.

De fato, quem é escravo da repetição está condenado
a virar cadáver antes da hora.

A única maneira de ser idoso sem envelhecer
é não se opor a novos comportamentos, é ter disposição para guinadas.

Eu pretendo morrer jovem aos 120 anos.

Mudança, o que vem a ser tal coisa?

Minha mãe recentemente mudou do apartamento enorme
em que morou a vida toda para um bem menorzinho.

Teve que vender e doar mais da metade dos móveis e tranqueiras, que havia guardado e, mesmo tendo feito isso com certa dor, ao conquistar uma vida mais compacta e simplificada, rejuvenesceu.

Uma amiga casada há 38 anos cansou das galinhagens
do marido e o mandou passear, sem temer ficar sozinha aos 65 anos.

Rejuvenesceu.

Uma outra cansou da pauleira urBana e trocou
um baita emprego por um não tão bom,
só que em Florianópolis,
onde ela vai à praia sempre que tem sol.

Rejuvenesceu.

Toda mudança cobra um alto preço emocional.

Antes de se tomar uma decisão difícil, e durante a tomada,
chora-se muito, os questionamentos são inúmeros,
a vida se desestabiliza.

Mas então chega o depois, a coisa feita,
e aí a recompensa fica escancarada na face.

Mudanças fazem milagres por nossos olhos,
e é no olhar que se percebe a tal juventude eterna.
Um olhar opaco pode ser puxado e repuxado por um cirurgião a ponto de as rugas sumirem,
só que continuará opaco porque não existe plástica que resgate seu brilho.

Quem dá brilho ao olhar é a vida que a gente optou por levar.

Olhe-se no espelho...

 -Recebi esse texto inúmeras vezes e hoje o posto aqui,apesar de desconfiar que não é da autoria dessa escritora gaúcha que eu tanto admiro: sua mãe faleceu há anos.Mas ,seja de quem for,é uma bela reflexão para essa tarde quente de quase final de fevereiro;Que a mudança possa ser um caminho...












sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Um presente para vocês

"Alguns escrevem pela arte, pela linguagem, pela literatura. Esses, sim, são os bons. Eu só escrevo para fazer afagos. E porque eu tinha de encontrar um jeito de alongar os braços. E estreitar distâncias. E encontrar os pássaros: há muitas distâncias em mim (e uma enorme timidez). Uns escrevem grandes obras. Eu só escrevo bilhetes para escondê-los, com todo cuidado, embaixo das portas."
Rita Apoena

-Meu presente pra vocês nessa sexta-feira: conhecem Rita Apoena?

Consegui!

Estou há horas tentando colocar uma imagem aqui neste meu post!
Consegui!
E faço homenagem ao poeta Caio Fernando Abreu !

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Bandeira branca

(  imagem: www.zun.com.br)


Bandeira Branca

Almir Rouche

Bandeira branca amor
Não posso mais
Pela saudade que me invade
Eu peço paz (BIS)
Saudade mau de amor, de amor
Saudade dor que dói demais
Vem meu amor
Bandeira branca, eu peço paz

- Vou passar esses dias de carnaval longe da folia.Com sol ou com chuva adoro estar no sítio de minha irmã do meio.Desejo a todos vocês a bandeira branca da paz.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Sou livre?!!!!!

( imagem: www.fuffeclg.blogspot.com)

"Pense na informação como água.Estamos cercados por ela:  nas paredes,no chão,nas ruas - há água encanada correndo.Mas graças à invenção da torneira,não vivemos numa imensa inundação.O Email,o Facebook,o Twitter,o Orkut, a rede de SMS são como canos por onde passa água.Cabe a cada um abrir e fechar a torneira adequadamente se não quiser se afogar.!"
- in Desconectar  para reconectar -Revista Vida Simples- fevereiro de 2010-

- Vale a pena ler o artigo todo.Para reflexão.E ação.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Recomendo!!!!!Cirque du Soleil!

( imagem: cultura.rj.govern.com.br)

"Em uma misteriosa floresta no interior de um vulcão, existe um mundo extraordinário. Um lugar onde tudo é possível."

-Ontem assisti pela primeira vez,a um espetáculo desse renomado circo.
Uma orgia de sons,cores,movimentos,alegria.E um público pulsante.Como os artistas.
Recomendo.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Mini conto: Uma escolha

( Imagem: www.lectando-me.blogspot.com)

Ela oscilava à beira do abismo da indecisão.
  Duas figuras brotaram lá do fundo e lhe faziam promessas,no esforço para conquistá-la.
  Corpo pequeno,rosto coberto pelo capuz cinza,olhos abertos e assustados,mãos supli-
  cantes : venha comigo!Meu lugar será seu lugar: uma brisa fria e agradável,um lusco-fusco
  permanente,um cobertor espesso e reconfortante.E a bebida de sua preferência em doses
  sempre renováveis.Uma TV com tela imensa!Poderemos assistir,juntos, o desenrolar  das
  emocionantes aventuras...dos outros.
  A boca grande e vermelha ri alto.Uma luz colorida envolve seu corpo atlético.Os olhos brilham.
  As mãos avançam buscadoras.Juntas dividiremos os sonhos e invadiremos espaços inacessíveis.
  Não teremos garantidos a cama,a comida,a água,os grandes e pequenos prazeres.Mas sim força
  para buscá-los,onde estiverem.Vamos viver as aventuras!
  Ela não hesitou e atirou ao encontro da Coragem!